10 de jun de 2019

PONTOS A PONDERAR

OS CORRUPTOS E A GUERRA CIBERNÉTICA

Quando os prazos da procrastinação foram encurtando, a reação desesperada dos corruptos e criminosos começou a dar o ar da des/graça. 

Resultado de imagem para sergio moro, o alvoO que está acontecendo agora é um ataque orquestrado, ansioso e atribulado contra a Lava-Jato e sua alma, coração e vida, o ministro Sérgio Moro. 

A ideia é tumultuar processos, bagunçar investigações e promover qualquer tipo de ação, por canalha e sórdida que seja, contra quem, ou contra o que combata a corrupção no Brasil. 

Como as tradicionais e desvalidas redes de deformação de opinião pública já não têm força nem credibilidade, a bandidagem de gravata e colarinho branco deflagrou agora a guerra dos hackers - bandidos cibernéticos, assassinos de reputações, com alto é ágil poder de destruição. 

O alvo é a Operação Lava-Jato. A mosca do alvo é Sérgio Moro. Pare, pense e pergunte-se, amigo: quem tem medo da Lava-Jato?!?

SCRIPTUM POST

Resultado de imagem para Leandro DemoriO jornalista Leando Demori, que já foi editor da sirigaita revista Piauí, do Grupo Folha de S. Paulo é o diretor executivo do The Intercept Brasil, portal investigativo que pertence ao advogado e jornalista americano, Glenn Greenwald. 

A publicação serviu como uma plataforma para informar sobre os documentos divulgados por Edward Snowden, hoje com raízes afetivas plantadas na vaga de Jean Wyllys na Câmara dos Deputados desse grande Esporte Clube Brasil. 

Snowden foi o responsável pela revelação do esquema de vigilância global norte-americano da Agência de Segurança nacional (NSA). 

Resultado de imagem para Edward SnowdenDemori coleciona cargos em sua carreira: antes de ser editor digital da aquosa revista Piauí, ele foi chefe de operações no Brasil do Medium, fonte de projetos, digamos, inovadores de jornalismo. 
Foi também correspondente estrangeiro (?) na Itália e já colaborou com Terra, Zero Hora, Radio France, Revista Galileu e TV Globo, entre outros. 

Não se tem notícia de que tenha investigado a origem do dinheiro que tem dado cobertura a sua variada e ''valiosa'' prestação de serviços.

Jornalismo investigativo altamente patrocinado não é para amadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário