10 de jun de 2019

PONTOS A PONDERAR

01.
O GOLPE DOS CORRUPTOS
O Pacote anticrime foi boicotado. Levou o golpe da reforminha previdenciária. Os muito mais de 300 picaretas do Congresso Nacional empurraram com a barriga o combate ao crime organizado de elite e à corrupção. Ninguém se admire se Moro ficar no governo só até o fim do ano.

02.
CADEIRINHA
A obrigatoriedade está caindo. Isso aconteceu com aquele kit de primeiros socorros, vocês estão lembrados?!? Pobre que mal tem dinheiro para abastecer o carro não tem o bastante para comprar cadeirinha. Muito menos para cadeirinha. Há mil formas de tomar cuidado com as crianças num automóvel. E o que está caindo é a obrigatoriedade. E o lobby.

03.
CHEGANDO AOS CURRAIS

Brasília não é o Brasil. É só o ponto de encontro do que se cria nos currais municipais da politicalha. Quando uma notícia chega a qualquer uma das 5.570 cidades brasileiras, bate nos ouvidos dos lacaios que prestam serviços e informações às cobras-criadas pela própria comunidade eleitora local. 

Essa é a força da web mídia, da Internet, do Facebook, do Twitter, das redes sociais, das páginas virtuais: cada palavra, cada imagem, cada postagem, cada recado chega aos olhos e ouvidos dos cabos eleitorais de cada canalhocrata que se hospeda em Brasília de terças a quintas-feiras, quando retornam aos seus currais que chamam de base eleitoral.

RODAPÉ - Essa é a causa do desespero da antiga, da arcaica mídia convencional, outrora dona absoluta das comunicações sociais. A Internet não pede passagem. A liberdade de expressão não tem patrão. Isso não tem preço.

04.
INDA QUE MAL PERGUNTE...
Por que deputados e senadores têm pavor da tal prisão em segunda instância?!?

05.
PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA
Dos mais de 750 mil presos nesse país, mais de 320 mil são presos provisórios, quer dizer, ainda sem julgamento. Pergunte se eles já ouviram algum clube de advogados graciosos falar na tal presunção de inocência que tanto deixa bandidos ricos fora das grades... E assim é que nessa democracia brasileira todos são iguais perante a lei.

06.
A MOSCA DO ALVO
Sérgio Moro é a maior ameaça ao crime organizado que tomou o lugar do Estado brasileiro. É a mosca do alvo. |Até que renuncie ao cargo de ministro da Justiça e da Segurança, não haverá um dia em que não esteja sob a mira dos canalhocratas que se apropriaram do país. Eles precisam continuar roubando e deixando roubar.

07.
LULA FALOU, TÁ FALADO

Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, tal qual dupla sertaneja, concederam ''entrevista'' conjunta ao interessado ainda jornal Folha de S. Paulo. Eles disseram em uníssono que não acreditam e não querem o impeachment de Jair Bolsonaro. Grande coisa. 

O assunto foi puxado pelo pessoal do grupo Folha que anda caindo pelas tabelas em popularidade, patrocínio e credibilidade. 

Grande coisa mesmo: o Lula já mandou dizer, lá da sua estalagem na Polícia Federal, em Curitiba, que o PT pare com isso.... Que Bolsonaro foi eleito por mais de 55 milhões de votos e deve governar por quatro anos. E, nessa pátria amada, Brasil, se o Lula falou tá falado.

08.
DO HACKER, COM CARINHO...

Aí, então, o celular de Sérgio Moro foi hackeado. Aí, então, neste domingo, o incansável e persecutório Cristiano Zanin Martins, chefe do Clube de Advogados Graciosos de Lula, condenado e preso por corrupção e lavagem de dinheiro afirma que as mensagens da Lava-Jato divulgadas pelo site The Intercept Brasil ''comprovam a perseguição a seu cliente''.


Para o insistente leguleio que não cobra pelos serviços prestados ao mais larápio dos presidentes da História do Brasil, agora as conversas entre o Moro e o procurador Deltan Dallagnol ganham materialidade e ''ensejam a nulidade absoluta da pena''.

Ele diz que já demonstrou inúmeras vezes que a operação ‘lava jato’ foi uma atuação combinada entre os procuradores e o ex-juiz Sergio Moro com o objetivo pré-estabelecido e com clara motivação política de processar, condenar e retirar a liberdade de Lula. 

E dizendo isso, acha que é o dono da verdade, mas se apega às ''reportagens'' publicadas pelo portal The Intercept Brasil que, para ele, Zanin - O Persistente Denodado, "revelam os detalhes dessa trama”.

Já o notável misto quente de senhorio de restaurantes e criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, se diz ''chocado'' com o que classifica de promiscuidade na Lava Jato: “Eu não imaginava o grau de promiscuidade”. Kakay é notório advogado de corruptos, 17 dos quais são réus na força-tarefa.

Resultado de imagem para kakay advogadoKakay agora defende a investigação ''desses senhores – Moro e procuradores do MPF– mas diz com ironia que é "contra a prisão preventiva destes senhores pois os fatos não são contemporâneos”.

Já o chefe do clube dos advogados graciosos de Lula lembra o art. 254 do Código de Processo Penal estabelece que o “juiz dar-se-á por suspeito, e, se não o fizer, poderá ser recusado por qualquer das partes”, dentre outras hipóteses, “IV – se tiver aconselhado qualquer das partes”.

E, mais oportunista do que o menino Gabriel Jesus contra a defesa moloide de Honduras, arremata: “O restabelecimento da liberdade plena de Lula é urgente, assim como o reconhecimento mais pleno e cabal de que ele não praticou qualquer crime e que é vítima de lawfare, que é a manipulação das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política”.

E então, pronto. Agora vai. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário