15 de set de 2019


01.
O CÚMPLICE
No dia em que esse blindado ou essa blindada Glenn Greenwald for para a cadeia, Gilmuar Mendes, seu blindador, deveria ser preso também... por cumplicidade.

02.
OS DOIS EM CANA
Claro que esse jornazista Greenwald já estaria preso em qualquer outra democracia desse mundo. E o seu anjo protetor, seu zeloso guardador, Gilmuar Mendes, também.

03.
GILMUAR, O DONO
Gilmuar, escoiceando à vontade: “Se a CPI da Lava Toga for instalada, o STF manda trancá-la”. Esse energúmeno é mesmo prepotente e empoderado: fala como se ele fosse o Supremo sozinho. Esse Toffoliso é mesmo um reles e grotesco capataz de potreiro, deixa esse Gilmuar balançando a pança e comandando a massa. Em tempo: os dois, Toffolindo e Gilmuar deveriam ser defenestrados do STF por obstrução de Justiça.

04.
POIS QUE FECHEM O SUPREMO

Em mais uma de suas costumeiras entrevistas de fim de semana ao ainda jornal Folha de S. Paulo, Gilmuar Mendes disse que a Lava Jato “de fato ameaça a democracia”.

E esbaldou-se mais ainda: “Vamos imaginar que essa gente estivesse no Executivo. O que eles fariam? Certamente fechariam o Congresso, fechariam o Supremo”.

Pois fariam muito bem. É o que 80% da população mais deseja e quer nesse momento. Os outros 20% são os fiéis cumpanhêros dos muitos mais de 300 picaretas do Congresso Nacional e da meia dúzia de milicianos supremos.

PONTOS A PONDERAR


LULA, O COLECIONADOR
Nesta segunda-feira, vai fazer uma semana que o Ministério Público federal denunciou Lula, o presidiário-ostentação da Silva e o seu irmão, Frei Chico, por corrupção passiva.
Frei Chico abocanhou R$ 1.131.333,12 repartidos em "mesadas" de R$ 3 mil a R$ 5 mil, como parte de vantagens indevidas oferecidas ao imaculado Lula em troca de benefícios para a Odebrecht.
O Clube de Advogados Graciosos de Lula diz que as acusações são "descabidas" e que Lula jamais ofereceu ao grupo Odebrecht qualquer "pacote de vantagens indevidas".
Quer dizer, uma vez mais que os promotores são bandidos e Lula, é o Mocinho. Na verdade, Lula é O Colecionador.
Não esqueça, por favor, a sua coleção de processos.

01. A MESADA

O MPF denunciou Lula, o Cabra da peste Ambulante e seu ingênuo irmão de sangue, suor e lágrimas, Zé Ferreira da Silva, o Frei Chico, por corrupção passiva. Lula, O Colecionador, nega. Diz que é perseguição política. 

02. A CASA CIVIL

Em 2017, Rodrigo Janot, apresentou denúncia contra Lula Paz e Amor e Dilmandioca Sapiens por obstrução de justiça.
Dilmandioca quis nomear Lula, para ministro da Casa Civil do seu governo. Para Janot, a decisão foi tomada para garantir foro privilegiado ao escorregadio Lula que já tinha a Lava-Jato pegando no seu pé. Lula, O Colecionador, nega. Diz que é perseguição política.

03. DO BNDES PARA ANGOLA
Para o MPF, Lula, O Bom Pastor, cometeu os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e tráfico de influência quando pressionou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a liberar empréstimos para obras da Odebrecht em Angola. A maracutaia se deu entre os anos de 2008 e 2015. O Colecionador, nega. Diz que é perseguição política.

04. INSTITUTO LULA

Para o MPF, Lula – O Colecionador recebia propina da Odebrecht, inclusive disfarçada pela compra de um terreno em São Paulo no valor de R$ 12 milhões, para a construção de uma nova sede para o notável e profícuo Instituto Lula.
A Odebrecht, de tão boazinha que é, também teria comprado o apartamento nº 121 do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo (SP), no mesmo andar e no mesmo prédio onde Lula vivia antes de ser consagrado como presidiário-ostentação. O Colecionador, nega. Diz que é perseguição política.

05. COMPRA DE CAÇAS

A Operação Zelotes descobriu que Lula praticava tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Lula interferiu na compra de 36 caças suecos do modelo Gripen pelo governo brasileiro. E mais ainda: ele se meteu prorrogação de incentivos fiscais para as montadoras de veículos, batizando a célebre Medida Provisória 627, de 2013. E ele já nem era mais presidente nessa época dourada. O Colecionador, nega. Diz que é perseguição política.

06. MP DAS MONTADORAS

Nesse caso, a Justiça Federal aceitou denúncia contra Lula por corrupção passiva. Ele teria recebido propina para aprovar a tal medida provisória que prorrogou incentivos fiscais para montadoras. O Colecionador, nega. Diz que é perseguição política.
07. QUADRILHÃO DO PT
Nos estertores de 2018, o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10.ª Vara Federal, em Brasília, aceitou denúncia do MPF contra Lula, Dilmandioca Sapiens, Antonio Palocci, Guido Mantega, e o velho e fiel tesoureiro do PT João Vaccari Neto, por formarem uma ativa e perigosa organização criminosa. Era o "Quadrilhão do PT".
Para o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a cúpula do PT cupulou R$ 1,48 bilhão de propina em dinheiro desviado das burras públicas. O Colecionador, nega. Diz que é perseguição política.

08. GUINÉ EQUATORIAL E INSTITUTO LULA

Lula, O Ambição Ambulante, é acusado de receber propina de R$ 1 milhão – paga por empresários brasileiros – para intermediar negócios dessa turma boa e batuta com o líder da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang. O pagamento foi dissimulado na forma de uma doação para o Instituto Lula. Como não tinha como negar, Lula até admitiu ter recebido a doação. Comme d’habitude, o Colecionador, nega. Diz que é perseguição política.

09. NOVIDADE: PROPINA DA ODEBRECHT

Não perca as contas, esta deu-se em junho de 2019: o juiz Vallisney de Oliveira aceitou denúncia por corrupção contra Lula, contra Marcelo Odebrecht e os ex-ministros Antonio Palocci e Paulo Bernardo.
De novo e só para variar, trata-se de mais pagamento de propina da Odebrecht em troca de favorecimento do governo federal. O Colecionador, nega. Diz que é perseguição política.

10. TRÍPLEX DO GUARUJÁ

No caso do "Tríplex do Guarujá", Lula é acusado de receber propina da empreiteira OAS na forma da reforma de um apartamento que teria levado assim ‘’de boa’’ de frente para o marzão do balneário paulista.
Nesse caso, Lula – O Veranista, foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo então juiz Sergio Moro.
Depois, a condenação foi confirmada pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), em janeiro de 2018, que lhe aumentou a pena para 12 anos e um mês de prisão.
Em abril de 2019, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu manter a condenação, mas reduziu a pena imposta a Lula para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão. O Colecionador nega. Diz que é perseguição política.
11. SÍTIO DE ATIBAIA
No caso do sítio que não é dele, nem de amigos, é só de Atibaia, Lula é acusado de receber propinas das construtoras OAS e Odebrecht na tradicional forma de reformas. A juíza federal Gabriela Hardt condenou Lula, O Perseguido, a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro.
Nessa condenação, Lula levou com ele outras dez pessoas, entre elas os ex-presidentes da OAS, Léo Pinheiro, e da Odebrecht, Marcelo Odebrecht. Lula bate o pé, reclama e pede Malzebier da Brahma, mas os dois empresários são hoje colaboradores da Lava Jato, e confessaram os crimes. O Colecionador nega. Diz que é perseguição política.
12. OBSTRUÇÃO DE JUSTIÇA
Em julho de 2018, o juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, absolveu Lula e outros seis réus no processo em que o ex-presidente era acusado de crime de obstrução de Justiça.
A acusação era a de que ele tinha atrapalhado as investigações da Lava Jato, ao supostamente se envolver em uma tentativa de comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, um dos delatores da Operação Lava Jato.
O juiz Ricardo Leite considerou que as provas eram insuficientes e que a acusação estava baseada somente em relatos de delatores. Na ocasião, a defesa de Lula disse que o juiz agiu de maneira imparcial. Dessa vez, O Colecionador não nega. Quando a Milícia do Gilmuar colocá-lo no olho da rua para casar com a Janja, o Colecionador paga o cafezinho.

14 de set de 2019


CENAS DO CÁRCERE

Rosângela da Silva, a Janja, noiva de Lula, foi incluída como “família” na lista de visitantes do presidiário-ostentação, na sede da PF em Curitiba. O Cabra da Peste já usa até aliança na mão esquerda.

Ele quer festa de casamento assim que saia da cadeia. Vai ser uma rapinha e deu pra ti... Vai pra Curitiba e tchau.


CENAS DO CÁRCERE

Rosângela da Silva, a Janja, noiva de Lula, foi incluída como “família” na lista de visitantes do presidiário-ostentação, na sede da PF em Curitiba. O Cabra da Peste já usa até aliança na mão esquerda.

Ele quer festa de casamento assim que saia da cadeia. Vai ser uma rapinha e deu pra ti... Vai pra Curitiba e tchau.

PONTOS A PONDERAR...


01.
O CONDENADO
Não se distraia: a notícia da semana foi: Gebran concluiu seu voto sobre a condenação de Lula, o presidiário-ostentação, no sítio de Atibaia.

02.
TANTO FAZ...
A notícia que deu na trave nesta semana infúlgida: "Flávio Bolsonaro pediu para senadores retirarem apoio à CPI da Lava-Toga". Quanto à CPI, tanto faz como tanto fez: CPI é só jogo de cena, não dá em nada. Quanto a Flávio Bolsonaro: tanto faz como tanto fez: o que ele mais cria no seu mandato é problema para o Capitão.

03.
A TROCA TEM TROCO
Venho manjando Bolsonaro há bom tempo. Tem sofrido a influência do jazz: saiu Olavo de Carvalho, ficaram Paulo Guedes e os filhos do Capitão. Se há alguma coisa que um presidente da República não precise, essa coisa é um mau conselheiro. Quem troca Moro por Guedes, acaba levando o troco dando com os burros n'água.

04.
ALCATEIA
Gebran mandou soltar o filho de Edson Lobão. Ah, vai ver que o Gebran está certo. Quem tem que ser preso é o pai da alcateia.

05.
PGR & SAUDADE
Não se impressione: é pra lá de natural essa saudade do Janot que você está sentido com a despedida da Raquel Dodge.

06.
ALCATEIA SATISFEITA
Numa alcateia ninguém almoça de graça: o Lobão comeu a vovozinha e o Lobinho comeu a Mariazinha. E vão viver livres, leves, soltos e felizes para sempre.

PONTOS A PONDERAR...


01.
NÃO SE DEPRECIE
se Gilmuares, Toffolixos, Levianowskis & Cia. Ilimitada podem rasgar a Constituição, você também pode.

02.
O CONDENADO
Não se distraia: a notícia da semana foi: Gebran concluiu seu voto sobre a condenação de Lula, o presidiário-ostentação, no sítio de Atibaia.

03.
TANTO FAZ...
A notícia que deu na trave nesta semana infúlgida: "Flávio Bolsonaro pediu para senadores retirarem apoio à CPI da Lava-Toga". Quanto à CPI, tanto faz como tanto fez: CPI é só jogo de cena, não dá em nada. Quanto a Flávio Bolsonaro: tanto faz como tanto fez: o que ele mais cria no seu mandato é problema para o Capitão.

04.
A TROCA TEM TROCO
Venho manjando Bolsonaro há bom tempo. Tem sofrido a influência do jazz: saiu Olavo de Carvalho, ficaram Paulo Guedes e os filhos do Capitão. Se há alguma coisa que um presidente da República não precise, essa coisa é um mau conselheiro. Quem troca Moro por Guedes, acaba levando o troco dando com os burros n'água.

05.
ALCATEIA
Gebran mandou soltar o filho de Edson Lobão. Ah, vai ver que o Gebran está certo. Quem tem que ser preso é o pai da alcateia.

06.
PGR & SAUDADE
Não se impressione: é pra lá de natural essa saudade do Janot que você está sentido com a despedida da Raquel Dodge.

07.
ALCATEIA SATISFEITA
Numa alcateia ninguém almoça de graça: o Lobão comeu a vovozinha e o Lobinho comeu a Mariazinha. E vão viver livres, leves, soltos e felizes para sempre.




PONTOS A PONDERAR...


01.
MAL SUPREMO
Reputação ilibada não pode ser salvo-conduto para notório comportamento despudorado.

02.
A TRANSFERÊNCIA

Zé Luiz Datena, do alto de seu programa policialesco ‘’lamentou’’ que o incêndio não tenha sido ‘’no hospital de Bolsonaro’’. Esse é o grande mal do banditismo: a essência do bandido se transfere para quem convive com o mundo do crime.

03.
DESIDRATAÇÃO

O Coringa vestido de Batman, Edson Frachin, ao homologar a delação de Léo Pinheiro, arquivou cinco anexos rejeitados no triste fim de Raquel Dodge. Ela ‘’desidratou’’ a delação do empresário da OAS, antigo cumpanhêro das obras de Lula, o presidiário-ostentação. Era o que Frachin esperava. E estamos conversados.

04.
A VOLTA DO DIVINAL ZUMBI

Major Olímpio, líder do PSL, partido que escorou a ascensão de Bolsonaro ao Palácio do Planalto: “A saída de Moro seria danosa demais”. Ah, pecou por modéstia exagerada. A saída de Moro seria uma catástrofe. Não ficaria pedra sobre pedra. Até o divinal zumbi presidiário-ostentação se ergueria do santo sepulcro da PF, em Curitiba e sairia andando de novo por aí.

05.
O GOVERNO DA MILÍCIA

O que ainda segura as pontas da Milícia Bandalha da Caverna dos 11 Coringas vestidos de Batman, é o espectro de Moro que paira sobre suas cabeçorras supremas. Se lhe der na telha de dar tchau e benção ao Bolsonaro, a Banda Bagaceira assume definitivamente o governo, até que Lula – o Cabra da Peste tome as rédeas do que resta desse país de cavalgaduras.

06.
A RAZÃO DO ÓDIO

Todo ódio e toda a ira dos muitos mais de 300 picaretas do Congresso, da meia dúzia de Coringas vestidos de Batman lá da Caverna Suprema contra a Lava-Jato é só porque a operação que combate a corrupção descobriu, denunciou, processou e condenou as mais impolutas e até então intocáveis lideranças do submundo político que tomaram de assalto esse País. Se a Lava-Jato fizesse como fazem os tribunais aparelhados da Justiça e prendessem ou mandassem prender só os que não são brancos de olhos azuis, sua convivência seria harmoniosa, sincera e pura.

12 de set de 2019


O IDIOTA QUE VAI DEMITIR O PRESIDENTE, OU: 
HOJE ESTOU A FIM DE DESPERDIÇAR O SEU TEMPO
O fisiologista, Ricardo Barros, do PP, um dos partidos mais deploráveis dessa democracia de gaveteiros, cobrou cargos e verbas do ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Não levou.
Então foi curto e grosso, cheio de empáfia: “Se precisar demitir o presidente, nós demitimos. Ele não pode demitir o Congresso. A palavra final é nossa, ele é que tem que querer estar de bem conosco. Se ele não quer, está ótimo para nós.” Para ‘’nós’’, quem, cara pálida?!?
A que ponto chegou esse país que, um idiota fisiologista e pedinchão como esse que só está feliz quando satisfaz suas necessidades fisiológicas, mete o dedo na cara não de um ministro eventual como esse Luiz Ramos, mas da própria parcela da população que o elegeu e dos mais de 55 milhões que elegeram o presidente da República.
Esse vituperador desesperado porque não consegue mexer com os aguapés como sempre mexeu, é um caroneiro antigo de cargos e funções públicas.
Herda eleitores do pai, dos irmãos, da esposa e de quem estiver ao alcance do seu abraço. Já foi de tudo um pouco e fez nada por onde andou: é engenheiro civilempresário e político por adesão.
Foi Ministro da Saúde durante o mini governo Temer e também prefeito de Maringá.
Filho do ex-prefeito – adivinhem - de Maringá Silvio Magalhães Barros e irmão do também ex-prefeito Silvio Barros, Ricardo Barros é casado com a ex-governadora do Paraná Cida Borghetti.
Em 2012 ele foi coordenador nacional das eleições municipais do Progressistas (PP), tendo saído vitorioso, por uma feliz coincidência, em seu domicílio eleitoral.
Em 2016 foi feito ministro da Saúde pelo então presidente Michel Temer. Em 2018, colocou seu nome à disposição do Progressistas para concorrer ao cargo de Presidente da República.
Ainda em 2015, esse Ricardo Barros passou a ser investigado por denúncia de fraude em licitação para publicidade realizada em 2011, no segundo mandato de seu irmão, Silvio Barros II (PP), como prefeito de Maringá.
Como relator do Orçamento da União de 2016, Ricardo Barros envolveu-se em uma polêmica com relação aos cortes que promoveu nas dotações para a Justiça do Trabalho, o que acabou resultando em uma ação direta de inconstitucionalidade junto ao Supremo Tribunal Federal.
Como Ministro da Saúde, Ricardo Barros notabilizou-se quando disse que "os pacientes do SUS inventam ou imaginam doenças".
Entidades médicas criticaram a fala. No mesmo mês, disse que os homens procuram menos os serviços de saúde porque trabalham mais que as mulheres. “Os homens trabalham mais, são os provedores da maioria das famílias. Eles não acham tempo para se dedicar à saúde preventiva”.
A declaração foi tida como "desastrosa" pelo governo interino de Michel Temer e aumentou a pressão para troca do comando no Ministério da Saúde; o destrambelhado se desculpou em redes sociais. 
Mas hoje, ele continua aí, cheio de bossa e de empáfia, metendo o dedo na cara da gente. E eu fazendo vocês perderem tempo lendo esse catatal digno do mais rápido ‘’assassinato de reputação’’ de um falastrão metido a sebo, sem importância nenhuma para os destinos desse país.

PONTOS A PONDERAR...


01.
OSTENTAÇÃO
Lula, presidiário-ostentação tem telhado de vidro. E cara de pau.

02.
GREENWALD, BLINDADO
Jornazista Glenn Greenwald não pode ser investigado por quem quer que seja neste País. Foi blindado pelo gatilho mais rápido dessa República, Gilmuar - o Coringa que banca o Superman vestido de Batman.

03.
ALEGORIA
Funcionários dos Correios entram em greve contra a privatização. Pura alegoria: os Correios já foram privatizados pelos governos do PT.

04.
A MALDIÇÃO

Lula, hoje o presidiário-ostentação, desde sempre o Cabra da Peste que dizimou o País, foi uma maldição que se abateu sobre o Brasil nos últimos 34 anos. Desde 1985, quando Tancredo subiu a rampa num ataúde e Zé Sarney assumiu a Presidência, o lulopetismo se espalhou que nem cobra pelo chão.

E lá se foi o sentido de família, de tradição, de propriedade, de educação. E se estabeleceu a tomada insana das universidades; a manipulação das artes, do cinema, da cultura, da música, das letras, da literatura.

O lulopetismo se incorporou à programação das TVs; sincretizou-se com as religiões; manipulou a liberdade de credo, de pensamento e expressão – classificou como ódio tudo que não batesse com seu jeito de ser, de fazer, de querer e de pensar.

A maldição lulática, acirrou as diferenças de raça; botou em confronto pobres e ricos; deturpou e liberou geral a diversidade de gênero, de número e de grau na sociedade desprevenida.

Ofereceu como modelo de honestidade e retidão moral aquilo que ele chamou de ‘’a alma mais honesta desse país e do mundo’’. Lula, O Cabra da Peste foi a pior praga da história das últimas três décadas dessa Terra de Santa Cruz.

Bendito Sérgio Moro, bendita força-tarefa, Magistratura, Ministério Público, Polícia e Receita Federal; bendita Operação Lava-Jato que tirou de circulação esse opróbio, essa maldição que vinha assombrando, arrombando e deixando arrombar essa nação de gente boa, distraída e crédula.

PONTOS A PONDERAR...


01.
LÍNGUA SOLTA
Inda que mal pergunte: quem é mal-caráter, um dia poderá ser um bem-caráter?!?

02.
ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO
Para enfrentar os ‘’assassinos de reputação’’ do Augusto Aras, o governo deveria lançar os ‘’construtores de perfis’’. Pronto, a PGR estaria salva.

03.
LUXO É LIXO

04.
OS COISAS

Se há uma coisa cansativa nesse governo Bolsonaro, essa coisa são três coisas: os filhos do Capitão. Eles se encaixam direitinho na velha e sábia citação do ‘’Cantinho do Gordo”, do meu saudoso irmão, o Gordo Renato: ‘’Assim como são os coisas são os abjetos’’.

05.
DEPUTAÇÃO OBSCURA

O deputado mato-grossense, Zé Medeiros diz que há “confirmação da obscuridade” no caso da movimentação considerada altamente suspeita pelo Coaf de R$2,5 milhões nas contas de ou da David Miranda, marido ou mulher do ou da jornazista Glenn Greenwald.

Zé Medeiros pede agora à Procuradoria-Geral da República para investigar a descarada compra do mandato de Jean Wyllys – o Cuspidor ou Escarradeira Republicana para favorecer Miranda, que até então era o seu suplente.


01.
O PÉ NO CINTRA
Curto e grosso: Cintra se meteu de pato a ganso e quis recriar a CPMF. Bolsonaro, treinou a convalecença enfiando-lhe um pé nos fundilhos.

02.
GEBRAN E O SÍTIO
O desembargado Gebran Neto concluiu afinal o voto sobre a condenação de Lula no caso do sítio que não é dele, nem dos amigos, nem do Pica Pau Amarelo, é de Atibaia. Gebran encaminhou o caso para o relato Leandro Paulsen para marcar a data do julgamento. Agora, se a milícia da caverna dos Coringas vestidos de Batman, tirar Lula da cadeia, vai ser por pouco tempo. Os dias suficientes para ele fugir do país, pois do contrário, logo voltará para a prisão para cumprir mais de 30 anos, por enquanto.

03.
O RECIBO DIVINO
Sabe quando Lula vai ser inocente?!? Quando apresentar o recibo do cartório do céu atestando que ele é a alma mais honesta desse mundo e assinado embaixo: “Deus”.

04.
A ADEGA
Por falar no Sítio de Atibaia... Quem é o encarregado da adega do Lula?!?

05.
A ANTIPATIA

Pois, acontece que, na casa de Ciro Gomes – o que é mesmo que esse homem foi fazer lá?!? – Augusto Aras voltou a dizer que ‘’é contra ‘excessos’ da Lava-Jato’’.

Bolsonaro só não vai se arrepender de ter escolhido Aras para a PGR se tiver, como parece, uma boa dose de antipatia pela agilidade da Lava-Jato.

06.
A TRAPALHONA

Para Rodrigo Maia, feitor e malfeitor – posto que é investigado por suspeita de propina - da Câmara, a demissão de Marcos Cintra “não atrapalha a reforma tributária que está sendo discutida na Câmara”. Para ele, as negociações com o governo envolvendo o projeto apresentado por Baleia Rossi não serão afetadas pela saída do secretário da Receita. Mas é claro que ‘’não atrapalha’’. Nada atrapalha essa Câmara. A Câmara é que atrapalha qualquer reforma.
07.
COAF VOLTA A ATACAR
Apesar dos gilmuares, toffolis e suas caras, caríssimas metades, o Coaf voltou a atacar. Agora descobriu movimentações ‘’atípicas’’ de R$ 2,5 milhões na conta do deputado ou deputada Davi Miranda, esposo ou esposa de Glenn Greenwald. Pô, vê se o Queiroz melhorou de saúde e chama-o para administrar esse pequeno contratempo que ele é bom nisso.

08.
PODER DESMEDIDO
Até quando o brasileiro tem que aguentar o poder desmedido, imune e impune desses presidentes plantonistas da Câmara, do Senado e do Supremo?!? Os caras estão pedindo que volte o tempo em que o Brasil tinha três poderes constituídos: Exército, Marinha e Aeronáutica.

11 de set de 2019

PONTOS A PONDERAR...



01.
DOGE E AS GAVETAS
Raquel Dodge vem aprontando uma em cima da outra nessa amarga despedida da PGR. Ao invés de limpar, está sujando as gavetas.

02.
ESTRATÉGIA DE COALIZÃO

Para o inquieto e inconformado jurista Modesto Carvalhosa, Davi Alcolumbre é um prevaricador. Entrou com pedido de impeachment contra o gordinho que manda no Senado e, quando o Rodrigo Maia se distrai, manda no Congresso também. Não dá em nada. Quando o Congresso erra, o STF – Pasárgada do crime de gravata e colarinho branco – faz justiça, nada mais do que justiça: condena tudo e todos à pena de prescrição perpétua.

03.
O EMPECILHO
Não durmam no ponto. Bolsonaro bem que pode estar querendo ver se materializando o tal de Lula Livre! Simples: se ele está de olho – e já deu sinais de que está – na reeleição em 2022, é bom para ele a tal de ‘polarização’: os que gostam de Lula contra os que gostam de Bolsonaro. Ou, os que abominam Bolsonaro e abominam Lula.
Bolso acha que ganha de barbada nesses dois tuipos de confronto. O maior empecilho para a possivel realização do sonho sonhado por Bolsonaro se chama... Sérgio Moro.
Se Moro se candidatasse, não tinha para nenhum dos dois: nem Bolso cá; nem Lulalá. Daí então que... o pacote anticrime vai ficando pra depois. Ou para o Dia de São Nunca.

04.
PENA: ACABARAM COM O BARRACO

Telmário Mota e Romero Jucá botaram pra quebrar na manhã de hoje, durante uma sessão da prodigiosa Comissão de Relações Exteriores do Senado.

Os dois vinhos da mesma pipa quase chegaram às vias de fato. Infelizmente, ‘quase’. Ambos deveriam ter ido de fato às fuças, um do outro.

O barraco teve início quando Telmário entrou no plenário da comissão, onde transcorria a sabatina do diplomata Lineu Pupo para a embaixada da Bósnia. Jucá acompanhava a sessão.

Era como se fosse uma coisa assim para que o sabatinado fosse a Pupo que o pariu, para que se Bosniasse todo.

Sem mais delongas, o caso é que Telmário se irritou com a presença do hoje consagrado lobista, pegou o microfone e disse que se recusava a ficar no mesmo lugar em que estivesse Jucá. E sem dar tempo ao tempo levantou-se e começou a chamar o ex-senador do MDB de “ladrão de Roraima e ladrão do Brasil”. Jucá respondeu: “Você bate em mulher” e “Ladrão é você”.

Aí veio a turma do ‘’deixa disso’’ e desmanchou o barracão. Uma pena, já que ambos tinham tudo para não errar um soco sequer na cara do outro.

PONTOS A PONDERAR

01.
AMARGO REGRESSO
Ao invés de acelerar a vigência do pacote anticrime e corrupção, Rodrigo Maia quer a volta do foro privilegiado para deputados e senadores. Alega que os parlamentares precisam precaver-se contra ''desmandos'' de juízes de primeira instância. Isso, em qualquer democracia decente do mundo, seria tido como uma confissão. Aqui, fica apenas como mais uma canalhice.

02.
LEI DE ABUSO
No lugar da Lei de Abuso de Autoridade, o Congresso deveria propor a Lei de Abuso Parlamentar.

03.
ENTREMENTES...
Paulo Guedes está criando a nova CPMF. Vem aí o imposto de achaque ao cheque e ao saque bancário. Faz exatamente um ano que Bolsonaro - foi no dia 19 de setembro do ano passado - tuitou que não apoiaria a recriação da CPMF: “Ninguém aguenta mais impostos, temos consciência disso. Boa noite a todos”. A alíquota da nova versão do achaque ao cheque deve variar de 0,2% e 0,4%. 

04.
MAISM UMA DA MILICIA SUPREMA


Por 3 votos a 2, a Milícia que domina a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal  rejeitou nesta gloriosa terça-feira, a denúncia apresentada em 2018 pela PGR contra o ministro do Tribunal de Contas da União Aroldo Cedraz pelo crime de tráfico de influência. Os camangueiros também negaram o pedido da PGR para afastar o ministro do cargo temporariamente.
Se você não tá lembrado, dá çlicença de contar: Cedraz e seu filho, o advogado Tiago Cedraz, e mais dois investigados teriam recebido vantagens da empreiteira UTC para influenciar o julgamento de um processo referente à construção da Usina Nuclear de Angra 3, que estava em andamento no TCU.
A PGR afirmou que o empresário Ricardo Pessoa, um dos delatores da Operação Lava-Jato, disse que os tais recursos teriam sido entregues no escritório de advocacia de Tiago Cedraz. Por isso e além disso, o ministro do TCU estaria impedido de julgar o caso pelo fato de seu filho atuar no processo, mas teria pedido vista e solicitado adiamento de um caso envolvendo a empreiteira no tribunal em 2012. 
E então eu lhes dou um doce da Fenadoce se vocês adivinharem quem, dos Coringas disfarçados de Batman, consagrou a probidade e honestidade da turma do Cedraz . Se vocês disserem Gilmuar, Levianowski e Celso de Mellodrama, não vale: estão burlando a minha boa vontade.

05.
BRANCO E RICO
Para Luciano Huck, candidato de si mesmo a candidato à Presidência na próxima eleição, "não vamos resolver desigualdade com um monte de gente branca e rica". Pô, é o Lula globalizado falando. Ele é negro e pobre. Mas uma coisa ele tem a seu favor: ele não é um monte de gente branca e rica. É um só. E já é demais.


06.
INDA QUE MAL PERGUNTE...
Para o que é mesmo que serve o Supremo Tribunal Federal?!?

07.
SABE COMO É?!?
Sabe o que acontece com a Amazônia, onde há centenas de centenas de ONGs por lá e nenhuma no Nordeste?!? É o mesmo que acontece na tela da Globo: há centenas de anúncios promovendo o Médicos Sem Fronteiras e nenhum para a APAE ou a Associação Pestalozzi. Simples assim.

08.
INDA QUE MAL PERGUNTE
Por que a Esquerda, o Centrão, a Milícia Maligna do STF nunca juntaram forças para acabar com o PCC, como fazem agora para acabar com a Lava-Jato?!?

09.
INDA QUE MAL PERGUNTE...
E sempre que o Supremo erra, como é que o Brasil conserta?!?

10.
PERIGO SUPREMO
Por mais que possa acertar, o STF não deixa de errar.

10 de set de 2019

OS INOCENTES

Edson Frachin arquivou inquérito sobre Renan Calheiros e Romero Jucá. Isso quer dizer então que para o STF - Pasárgada de bandidos amigos do rei, Renan e Jucá não são bandoleiros, nem corruptos, nem propineiros, ladrões, lavadores de dinheiro, nem sem-vergonhas, bandidos, jagunços, quadrilheiros, cangaceiros, delinquentes, facínoras, ladravaezes, piratas, pistoleiros, salteadores, pulhas, biltres, velhacos, vigaristas, saláfrios... Livres, leves e soltos assim pela vara de condão do mágico Frachin do Supremo valhacouto, eles, os dois, Renan Calheiros e Romero Jucá não são nada disso.

PONTOS A PONDERAR...


O1.
LAVA-JATO PRENDE UM LOBÃO
A Lava-Jato foi às ruas e prendeu, dentre outras figurinhas carimbadas da República Jaburu da Silva, Márcio Lobão, filho de Edison Lobão. Filho de peixe, peixinho é. Pai de lobinho, é o quê?!? O filho do Lobão foi denunciado juntamente com seu pai por receber 2,8 milhões de reais em propinas da Odebrecht, durante o governo de Dilma Rousseff, na usina de Belo Monte. Agora é só chamar o Gilmuar e pronto. Ele mostra logo por que a gente tem que acreditar em lobisomem.
O2.
OS INTOCÁVEIS INVENCÍVEIS


Em conjunto com o Ministério Público Federal e a Receita Federal, a Polícia cumpriu com eficácia e rapidez um mandado de prisão preventiva e 11 de busca e apreensão.

Mas vocês captaram a versão que está nas entrelinhas?!? Esta é a notícia: a 65ª fase da Lava-Jato foi executada pelo Ministério Público, pela Receita e pela Polícia. Unidos, esses três jamais serão vencidos!

PONTOS A PONDERAR...


01.
A QUEDA DE BOLSONARO

O que me admira não é que a popularidade esteja em queda acentuada: isso já era de se esperar. O que me admira é que, essa queda seja levada em conta por indução do Datafolha que, de repente, para a autoproclamada Grande Mídia, é infalível e notória credibilidade.

O que me admira mais ainda é que as pessoas de boa índole acabam indo atrás dos mesmos deformadores de opinião de sempre.

02.
LAVA-TOGA

Pois então, uma das figuras que mais tem atrapalhado o governo de seu pai, Flávio Bolsonaro manobra senadores para ‘melar’ a CPI da Lava-Toga. A tramoia é em causa própria, já que seu passado o condena.

Em tempo e só pra não dizer que não falei de flores: nenhuma CPI é flor que se cheire. Não seria essa da Lava-Toga que não acabaria em pizza.

O que essa gentalha precisa é que seja aberto de uma vez e de fio a pavio o Pacote Anticrime, de Sérgio Moro. Mas, isso é outra coisa que os filhos do Capitão não querem.

03.
UM CARA DE SORTE

Sabe essa nova injustiça de propinagem envolvendo Lula e Frei Chico, seu ‘ingênuo’ irmão de sangue de retirantes?!? Pois é mais uma investida persecutória dos procuradores de justiça contra o dono da alma mais honesta desse país.

Ainda bem que a denúncia foi distribuída para a 7ª Vara Criminal da Justiça federal de São Paulo. E ainda bem e melhor ainda para Lula é que, por acaso, o juiz titular é Ali Mazloum que chegou a ser tido e havido como o preferido de Lula para substituir Cezar Peluzo no STF.

Já chegou a informação a Ali Mazloum de que Lula e seu mano de fé, o Frei Chico, são inocentes; os procuradores da Lava-Jato é que são bandidos. Cara de sorte esse Lula.

04.
A LEI QUE NUNCA DEVERIA TER NASCIDO

A Esquerda e o Centrão – pilares de pureza e honestidade – devem derrubar os vetos de Bolsonaro à Lei de Abuso de Autoridade.

Para esses paradigmas ambulantes de confiança e seriedade, Bolsonaro ao acatar as sugestões de veto enumeradas por Sérgio Moro, teria ‘desestruturado’ todo o projeto.

Os destaques da comissão de frente da banda bandalha acham que se não derrubarem os vetos presidenciais, a tal lei ‘vai se tornar natimorta’.

Verdade é que essa aberração em forma de lei, jamais deveria ter nascido. Ela vem para acabar com o combate à corrupção e resguardar quem rouba e deixa roubar.

05.
A ARMA
O habeas porcus é a arma de Gilmuar – o gatilho mais rápido do Planalto - voltada contra a sociedade.

06.
A PROFECIA

A indicação de Augusto Aras para a PGR, mais que nada foi a confirmação de uma profecia. Bolsonaro avisou que iria colocar no lugar de Dodge uma figura ‘’terrivelmente evangélica”.

Augusto Aras foi o único candidato à Procuradoria Geral da República que assinou carta da Associação Nacional de Juristas Evangélicos.

E assim é que evangelicalmente Bolsonaro vai dando uma de Lula da Silva, aparelhando com requintes, as instituições que aparecem.

A diferença dessa estratégia de coalizão sacrossanta é que Bolsonaro quer aparelhar para limpar e não para dizimar.

Até que apareça o pessoal com a bandeija dos dízimos. Amém.