23 de mar de 2019

PONTOS A PONDERAR

01.
OS MANDANTES

Maia se acha porque outra vez preside a Câmara de Deputados. Acima dele está o Alcolumbre que dirige o Senado, a Câmara Alta e, eventualmente, o Congresso que é a soma de uma e outra. 

Acima dos dois, pelo grau de importância republicana está Bolsonaro, presidente da República por inteira. 

Muito pra lá de todos reina Dias Toffoli, dono da Supremacia que só não é mais absoluta, por sua submissão ao Cartel dos Leguleios que de fato manda, desmanda e governa o Brasil a torto e direito.

02.
PROSUL
O Brasil e mais sete países sul-americanos assinaram a criação do Prosul que manda pro espaço a Unasul, codinome do Foro de São Paulo que queria transformar o continente numa imensa América Latrina.

03.
INDA QUE MAL PERGUNTE...
Por que cargas d'água o Zé Dirceu continua solto?!?

04.
MAIS VALE A INTERNET QUE O VELHO TROCA-TROCA

Rodrigo Maia anda impossível. Ontem mesmo ele disse que se Bolsonaro quiser mesmo viabilizar a reforma da Previdência ''tem que dedicar mais tempo à Previdência e menos ao Twitter". 

A politicalha está em polvorosa, porque com a Internet Bolsonaro substituiu a velha barganha com os parlamentares pelo contato direto com o eleitorado. 

E, se alguém ainda não se deu conta, diga-se então que nos último 15 anos o Parlamento só vale o que aparenta pelo poder do troca-troca e da manipulação de centenas de milhares de cargos nas tais instituições que eles fingem que ''estão funcionando''. Funcionando a favor deles, contra a sociedade brasileira.

05.
CANTO DE SEREIA

Não é que não se deva gostar de Paulo Guedes por ser Paulo Guedes, mas é que ele mais atrapalhou até agora do que ajudou. Botou na cabeça de Bolsonaro que a coisa mais importante do seu governo é a reforma da Previdência. 

Não é. O que pode fazer o Brasil voltar a ser um país com futuro é o combate à corrupção. É acabar com o hábito demolidor de roubar e deixar roubar que se fez regime nesse país. 

De resto, até que o Paulo Guedes é um cara bem articulado, de fala espirituosa, boa de se ouvir; uma coisa assim com se fosse um canto de sereia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário