29 de mai de 2018

NOSSOS NETOS TALVEZ TENHAM O BRASIL QUE TIVEMOS QUANDO CRIANÇAS

Olha nóis refém aí, gentem! Assim que acabar essa greve dos caminoneiros, vem uma baderna anunciada dos metalúrgicos de carona nessa blackbostada ameaçada para começar nesta quarta-feira, com a CUT dizendo que é petroleira. 

As portas deixadas abertas por FHC nos estertores do seu segundo e desastrado governo, escancararam a máquina pública para a entrada do crime organizado que tomou conta do Estado que virou estado porcário no tempo da Dilmandioca Sapiens e destrambelhou de vez ao cair no colo de Michel Temer, O Atabalhoado Pomposo que só se cercou do que há de pior na espécie humana. 

E cá estamos nós, na antevéspera de uma eleição, sem ter em quem votar. E mesmo que um desses restolhos de candidatos surpreenda amanhã ou depois, uma vez eleito, o Brasil está tão destrambelhado que serão precisos pelo menos mais três ou quatro governos muito competentes e honestos para esse país entrar nos trilhos. 

Talvez nossos netos vejam o Brasil que a gente teve quando criança. Hoje, somos reféns do crime organizado que assumiu o Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário