31 de mai de 2018

ELEIÇÕES 2018

QUANDO, QUANDO, QUANDO...

Quando não se elogia o Bolsonaro, nem de longe isso quer dizer que se está chamando o Alckmin de Chuchu; quando maldizemos Beira-Collor, não se está bendizendo Ciro Gomes. 

Quando nem sequer lembramos de um Álvaro Dias não é, nem de longe, porque estamos pensando em Marina Morena e muito menos em qualquer Manuela que se meta aonde nunca foi chamada. 

Mesmo quando não se fala no resto que se arvora a candidatar-se ao governo dessa República Jaburu da Silva, o que se está gritando é que eles não estão fazendo falta alguma. 

E no momento e no espaço em que se embola tudo isso junto e misturado, o que se está dizendo é que fomos tapeados e embrulhados em um regime de deplorável canalhocracia pelos tais redemocratizadores, de Sarneys & Collores até FHCs, Lulas, Dilmas e Michéis. 

Quando se está chegando a essa antevéspera de mais uma eleição majoritária é que se percebe estar caminhando inexoravelmente para lugar nenhum nessa democracia em que, definitivamente, não cabe ditadura alguma... Quer vista coturnos; quer use foice e martelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário