4 de mai de 2019

01.
UMA CORTE MEIO SUPREMA, OU: ''COMENDO É BOM''.

O STF deu uma banana para o bom senso e ignorando as críticas da sociedade acertou o tal menu de lagostas e vinhos premiados que custaria R$ 1.134 milhão, por módicos R$ 480 mil. 

Isso mostra apenas que a gente tem que ter estômago de avestruz para engolir a soberba e o autoritarismo dessa pandilha de gulosos devoradores da República. 

Eles pensam que existe mulher meio grávida e ministros meio honestos. Como diz o Garanhão de Pelotas, quando protagoniza um daqueles seus famosos rufiões: ''Comendo é bom!". E adivinha só quem é comido por esses glutões insaciáveis...

02.
O CORTE NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS
E O CURATIVO PARA ESTANCAR A SANGRIA

A Defensoria Pública da União ajuizou ao apagar das luzes da semana passada, uma ação civil pública para impedir o corte de 30% em verbas destinadas a universidades federais. 

A ação, está na Justiça Federal em Brasília. Ela cita o Ministério da Educação e a União. Segundo a Defensoria, “o ato emanado do Poder Executivo Federal tem apenas um cunho: retaliar e punir universidades federais cujo perfil ideológico seja diferente daquele pedido pelo governo”.

Ah, pra acabar com essa esbórnia, nada como um auditoria imediata e urgente, urgentíssima em cada uma das unidades do ensino superior federal, mantido pelos cofres públicos. E que sejam punidos os responsáveis pela malversação desenfreada das verbas que chegam aos borbotões às gavetas das reitorias que não sabem de nada, inocentes...

Nenhum comentário:

Postar um comentário