6 de jul de 2018

O FUTEBOL TEM DISSO...

URUGUAI  0X2 FRANÇA

Você já imaginou o Cavani com as tatuagens do Neymar?!? Nem precisa, porque o Cavani ficou no banco de reservas. Mas se jogasse cheio de tatoo, ele seria certamente o Cavani Cai-Cai Pampesino.

Jogo pra lá e pra cá, e então o Giroud levou um quitoco no tornozelo e ficou estarrado rebolando no campo. Ninguém achou que foi fiasco. Cai-Cai, só Neymar e deu pra bola.

E assim foi que se deu e sucedeu uma sucessão de quedas artísticas, mas ninguém achava nada demais. O jogo era truncado. Hernandez da França tomou uma paulada e rolou como se fosse um perfeito Neymar. Levantou-se em seguida e andou como se fosse um Lázaro.  Milagre da medicina esportiva.

Aos 40' de bola rolando, a França com a bola parada mete um tradicional gol de cabeça: um a zero no Uruguai. Foi coisa de um tal de Varane. E terminou o primeiro tempo.

Já corriam 15' desde a volta do vestiário. Foi então que o napoleônico Griezmann atirou de longe. Não era um foguete; era um galináceo cheio de penas. Era o tradicional Le Coq entrando no galinheiro. Que pena: França 2x0. Mais que um frangaço, um Le Coq malcriado para alimentar uma carreira inteirinha do arqueiro cisplatino.

Daí pra frente, deu neymarite nos galeses. Quem caía e rolava parecia que jamais se levantaria. E ninguém achou que esse pessoal é cai-cai. Faz sentido: é que a moda Neymar chegou pra ficar.

E, sem mais delongas do que cinco minutos de acréscimo, a França mandou o Uruguai para casa. Agora, uma coisa já é mais do que certa: caso a Bélgica leve o que está guardado para ela, o Brasilintite não conquistará essa Copa se não tirar a França do seu caminho. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário