8 de mai de 2019

PONTOS A PONDERAR

01.
ZOMBARIA
Suzane Richthofen deixa a prisão de Taubaté para celebrar o Dia das Mães. Ela está presa porque participou do assassinato de seus próprios pais.

02.
BYE BYE ''CONSELHÃO''
Bolsonaro extinguiu o tal ''Conselhão'' e mais 54 colegiados. Fez muito bem. Isso era só uma jogada de marketing de Lula e o pequeno milagre da multiplicação dos cabos-eleitorais. Tempo e dinheiro postos fora. Essas sinacuras já vão tarde.

03.
LUXEMBURGO NO VASCO E EU... COM ISSO

Agora vai! Luxemburgo acertou com o Vasco dá Gana. Quero ver ele acertar o Vasco. Se acertar, aí mesmo é que deixo de ser vascaíno saudável. E olha que essa é uma mania que eu cultivo desde 1948, quando ganhei meu primeiro time de botão. Era o Expresso da Vitória; o Campeão dos Campeões... E eu jogava na ponta esquerda de um ataque formado por Sabará, Maneca, Ademir Queixada, Ipojucã e este goleador que vos fala.

04.
MORO NA SELEÇÃO DE TITE
Moro defendeu hoje na Câmara o Coaf na estrutura do Ministério da Justiça e da Segurança. Deveria ser convocado pelo Tite para goleiro da Seleção: naquele campo de jogo, na casa dos adversários, Moro foi defender o indefensável. 

05.
TEMER PRESO NOVAMENTE

O TRF-2 determinou nova prisão de Michel Temer e de seu fiel escudeiro João Baptista Lima Filho, o coronel Laranja Lima.Votaram pela retomada da prisão preventiva os desembargadores Abel Gomes e Paulo Espírito Santo.  O sempiterno e agradecido Ivan Athié desta feita resultou vencido.

Michel Temer disse ontem que entregar-se-á voluntariamente. E com o seu costumeiro esgar à moda de um sorriso sarcástico, lembrou que ''ordem de juiz, cumpre-se''.

Na sessão do TRF-2 que determinou a volta de Michel Temer à prisão, a procuradora prafrentex, Mônica de Ré defendeu a retomada da medida por “tudo o que ele fez de mal”.

No recurso contra a soltura apresentado ao tribunal, o Ministério Público sustentou que a liberdade do ex-presidente colocava em risco a ordem pública e a regular instrução penal. Se é por isso, faz mais de 40 anos que a ordem pública está em risco pelas mesmas razões de agora.

06.
ARMAMENTO
Uma coisa é posse de arma; outra é porte. Eu não gosto nem de uma nem de outra.

07.
A REFORMA
Interessa muito mais aos brasileiros o COAF ficar nas mãos de Sérgio Moro do que a Previdência nas mãos desse Congresso que aí está. E mais do que nada, o Brasil precisa de uma reforma moral. Mas, dessa, até Deus duvida.

08.
FESTIVAL DE CINISMO
Ontem o Brasil foi massacrado o dia inteiro pelas transmissões televisivas sobre a reforma previdenciária e o pacote anticrime de Sérgio Moro. Sobrou até um mau bocado para uma dita reforma administrativa. Quem teve estômago percebeu a carga de hipocrisia e cretinice que o Congresso Nacional despeja sobre a sociedade brasileira. Essa pandilha de farsantes não nos representa. Foi um festival ultrajante de cinismo e falsidade.

09.
A HONRARIA NOS STATES
Depois de dar ouvidos aos vitupérios do homossexual prefeito de Nova Iorque, amigo do namorado da Dilmandioca Sapiens, Bolsonaro desistiu de desistir de ir aos EUA. Ele vai a Dallas, no Texas, lá pelas cercanias do México, para receber o prêmio de Personalidade do Ano, da Câmara de Comércio Brasil-EUA. Minha Nossa! A gente fica pensando o que seria do Brasil se Bolsonaro não recebesse essa honraria...

10.
O TROCO
A imprensa que diz o que os filhos do Bolsonaro dizem é a mesma que tem ficado de fora dos planos de mídia publicitária do governo. É a sua melhor forma de dar o troco.

11.
NAS CUECAS
No meio das costumeiras baixarias, gostei de Paulo Guedes, respondendo na lata do Zé Guimarães, que '''Se eu googlar 'dinheiro na cueca' não é o meu nome que vai aparecer''. O irmão abobado de Zé Genoíno ficou com aquele mesmo olhar de peixe morto de sempre. Pouco depois, o cuequeiro da República pediu direito de resposta e conseguiu alegar com o melhor de sua empáfia que foi absolvido no caso da cueca pelas notáveis instâncias superiores da Justiça. Guedes, com ar fake de seriedade, pediu desculpas. Mas, esse foi um dos tais momentos televisivos que se pode dizer que vale a pena ver de novo.

12.
MEDO DE FICAR POBRE
Nesta quinta-feira será votada a permanência ou não do Coaf no Ministério da Justiça e da Segurança. Votar é eufemismo, a arapuca já foi armada. Não há delinquente na Casa que deseje ter Sérgio Moro nas suas pegadas. Bandido pode até nem ter medo da cadeia, mas não admite ficar pobre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário