9 de mai de 2019

PONTOS A PONDERAR

01.
VELHA VERDADE NO CONGRESSO NOVO

A imagem é antiga e corriqueira, mas é a mais pura realidade: dar para esses congressista a responsabilidade de realizar reformas - quaisquer reformas - é botar a raposa pra cuidar do galinheiro. Afora, perguntarem para os bandidos o que fazer com o mocinho, estão perguntando o que fazer com a aposentadoria dos que vivem na planície para quem se vive nas alturas e se aposenta com um salário médio de R$ 28 mil mensais. 

02.
CONFORME O COMBINADO

A comissão especial mista, de acordo com o combinado na calada da noite, recomendou nesta quinta-feira, mandar de volta o Coaf - Conselho de Controle de Atividade Financeiras, para a pasta da Fazenda, hoje Ministério da Economia. 

A decisão ainda deve passar pelos plenários da Câmara e do Senado. Mas é favas contadas. Na realidade, os que têm culpa no cartório, estão livrando a própria pele e reduzindo um dos pontos de maior eficácia da Operação Lava-Jato. 

Lamentável é saber que o Coaf funcionaria de um jeito no Ministério da Justiça e funcionará da mesma forma que sempre funcionou na pasta da Fazenda, atual Ministério da Economia. Pelo menos é o que esperam os que têm medo de fiscalização. 

Sabendo quem são os fugitivos de Sérgio Moro - os mais de 300 picaretas - Paulo Guedes, ministro da Economia, deveria se sentir ultrajado pela preferência.

O estrago que tinham que fazer no governo Bolsonaro, o autodegredado Olavo de Carvalho e os filhos do Capitão já fizeram. Hoje, o consenso geral é que Jair Bolsonaro é um vai e vem, um sai não sai; modelito biruta de aeroporto. Agora, é pé na tábua e fé em Deus. 

O grande risco agora é que o Centrão - mistura de partidos nanicos com partidinhos mais ou menos - passe a governar, inclusive com o auxílio luxuoso do pandeiro do PT, em nome da velha democracia à brasileira.

RODAPÉ - O Centrão conta hoje com mais de 200 capelães do baixo clero, juntando-se com o rebotalho de sempre, fica fácil para impor qualquer questão em plenário por maioria absoluta, tanto na Câmara de Deputados quanto na Casa dos Lordes. A maioria absoluta é a metade mais um de 513 parlamentares, o que é igual a 257 deles. No Senado, a maioria absoluta de 81 membros impolutos é tanto quanto 42 senadores.

03.
OS GOVERNANTES
Não adianta esse 'bate pé, reclama e pede Malzebier da Brahma'... O governo Bolsonaro é governado por Dias Toffoli, Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia. Não necessariamente nessa ordem. Mas por suas ordens. Na Democracia Jaburu da Silva, o presidente é a rainha da Inglaterra.

04.
ENTREMENTES...
Michel Temer está preso de novo. Todavia, porém, contudo, não obstante, talvez não seja por tempo tamanho que precise de toalha, pijama e sabonete. Uma coisa, contudo e entretanto é evidente: dessa vez ele não pode deixar o Laranja Lima no seu lugar.

05.
OS FÊNIX
A coisa tá tão feia que até Aécio Neves ressurgiu das brumas e propôs alinhar-se com o PT para fazê-lo renascer das cinzas.

06.
CONTRARIADO
A comissão mista contrariou Sérgio Moro e propôs a volta do Coaf ao Ministério da Fazenda, hoje da Economia. Pronto, Moro tá contrariado. Profundamente contrariado.

07.
IMUNIZOU GERAL

Toffoli mudou seu voto e o Supremo agora permite às Assembleias revogar prisões de deputados estaduais. O plenário do STF decidiu por 6 x 5 que a assembleias legislativas dos estados têm o poder para revogar a prisão de seus deputados. Os seus deputantes aí dos seus estado agora têm as  mesmas imunidades dos singelos e inocentes deputados federais. 

Ora, por que seriam presos uns que outros deputados estaduais?!? Decerto, por que se trata de gente boa, trabalhadora e honesta.

08
O EMPATE

Edson Fachin negou mais um recurso do Clube de Advogados Graciosos para suspender o processo do cambalacho do prédio do Instituto Lula consumado com dinheiro de propina da Odebrecht. Quer dizer vem aí a terceira condenação de Lula por corrupção, lavagem de dinheiro e o escambau a quatro. Não demora nada, Lula vai empatar com os 200 anos de cadeia do Sérgio Cabral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário