30 de mar de 2018

OS CANHÕES DE MARUN SÃO CAMUFLAGEM

Faltou munição para Carlos Marun, o 'bucha de canhão' do Palácio do Planalto, defender o seu indefensável comandante. 

O truculento mandalete palaciano disse que a Operação Skala voltou os 'canhões da conspiração' contra a candidatura de Temer que carrega na mochila o peso de 94% de impopularidade. 

A teoria da conspiração do belicoso Marun foi pura camuflagem. Marun faz de conta que não sabe que a prisão dos envolvidos com o chamado 'Decreto dos Portos' é claramente um típico caso de polícia. 

O CAVALEIRO SOLITÁRIO
Com 94% de impopularidade, Michel Temer é candidato só dele mesmo à Presidência da República. 

O ESPANTO VIRA MEDO, OU: O NOME DA ROSA

O que me espanta não é que Rosa Weber tenha nesse dia 4 de abril, sob seu manto de Justiça, o voto de Minerva. 

O que me espanta é que, dentre 11 luminares supremos, haja quatro, ou cinco, ou meia dúzia deles 'torcendo' pelos bandidos contra a sociedade. 

A 'salvação' de Lula quer dizer gandaia perpétua para todos os delinquentes contumazes que vêm afundando esse país. 

O que me espanta é que o fim  da prisão em 2ª instância nem deveria ser cogitado pelo Supremo, a mesma magna corte que há menos de um ano e meio teve a lucidez, como 'guardiã da Constituição', de defender o espírito da lei. 

O que me espanta é que esses luminares da retórica cretina cuspam no prato em que comeram e não tenham nojo nem vergonha de se lambusarem. 

E isso tudo se dá por uma cínica e mal disfarçada 'gratidão' ao dedo indicador dos presidentes de plantão que constitucionalmente os ungiram para o trono que ocupam. 

Por acaso, dentre os 11 ministros supremos, 7 deles devem suas graças a presidentes do PT. Lula e Dilma são os nomes dessa rosa. É aí que meu espanto vira medo.

RODAPÉ - Os outros quatro ministros são de Zé Sarney, Beira-Collor, FHC e Temer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário