4 de mar de 2018

É MOLLE

Toda a convicção de que Lulaloko e Gleisi HoHoHoffmann vão escapar da cadeia está na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal - esse exagero temerário de poder absoluto. 

É lá que se encontram a fome e a vontade de comer: presidente - Celso de Mello; confrades - Edson Fachin, Gilmuar Mendes, Rick Leviandowski e Dias TofoTofoToffoli. 

E a coisa funciona de um jeito que se pode até concluir que seja assim: Celso de Mello pauta o caso, quando bem lhe dá na telha e quando acha que vale a pena. 

E então decide contra ou a favor, de acordo com seu notável saber jurídico, sabendo, todavia, que será vencido pela trinca imbatível.

E aí é que se tem a suprema certeza de que se pode chamar tanto o julgamento da ínclita 2ª Turma quanto o Celso de Molle. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário