9 de mar de 2018

DE MAL A PIOR
Com os finórios que estão se aprecatando para 'presidiar' o Brasil, o que está ruim tem tudo para ser péssimo.

CARTA INSÍPIDA DE UM RAPOSINO

Temer, o Impoluto, vexado com o pedido de investigação sobre seus malfeitos no caso da 'proteção' aos portos apresentado por Raquel Dodge, mandou-lhe uma carta professoral sobre Constituição. 

O eminente constitucionalista que ele acha que guarda dentro peito aflorou na missiva eivada de pareceres de outros 'luminares' das lides jurídicas desse país destrambelhado, sem ordem e sem progresso. 

Juntou dizeres e pareceres de cacarecos endeusados como Ives Gandra e até do seu desocupado ministro da esvaziada pasta da Justiça, o Torquato Jardim. 

Tudo em defesa da lasca da Constituição-Cidadã de 88 que a folhas tantas diz que  “o Presidente da República, na vigência de seu mandato, não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções”. 

Uma carta insossa, insípida, insulsa e com sabor a nada. Pois, verdade é que, seja constitucional ou não, jamais será por ter chegado ao cargo de presidente da República que o delinquente de ontem passou a ser honesto. Ainda mais, muito mais, em uma república de astutos raposinos, como essa que aqui está.

De qualquer maneira, para ficar na letra fria da lei, diga-se que no seu pedido Dodge justificou que a Constituição "impede 'somente' o oferecimento de uma eventual denúncia contra os investigados e garante imunidade ao presidente enquanto ele estiver no cargo".

Pô, ninguém está 'responsabilizando' o imune e impune presidente Michel Temer. Dodge está pedindo para investigar. E investigar... Pode! Pode e deve. A gente precisa saber com quem está lidando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário