21 de mai de 2019

LULINHA PAZ E AMOR, OU: COISAS DA PAIXÃO

Paixão é paixão. Amor é amor. Amor não tem preço. Mas, segundo o velho cumpanhêro, Bresser Pereira, ex-ministro da Fazenda do dito cujo, hoje presidiário na carceragem estrelada da PF, em Curitiba, ''Lula está apaixonado''. 

Não estranhem, pois, que seja uma coisa assim de amor tabelado. Coisas da paixão, coisas que afloram assim como quem não quer nada, mas que acabam levando algum por tabela. É que amor não tem preço. 

Paixão é paixão, pô... É arrebatamento. Acaba arrebatando. 

Eis que os cronistas da sociedade submersa, quais alcoviteiros de plantão, já destrincham os segredos da relação de Lula com Rosângela Silva, a Janja, tomando os devidos cuidados para, longe de assassinar, construir reputações.

E sabe-se agora que Janja não é assim tão de amor e graça a namorada de Lula - O Apaixonado. Ela, casualmente, foi nomeada na estatal Itaipu Binacional sem concurso e sem outro processo seletivo do que senão a singela recomendação do reconhecido predador presidente da República. 

Janja foi efetivada em 2004 pelo presidente da estatal na época, Jorge Samek - ainda então petista até debaixo d'água.

Uma vez funcionária, a paixão recrudesceu e Janja acompanhou Lula, de muito perto, durante uma demorada visita lulática ao Paraná quando ele ainda gozava o pleno sol da liberalidade. 

O fogo da paixão pegou pra valer entre Janja e Lula desde os desbravadores tempos da “caravana da cidadania”, quando ele percorreu vários estados, antes ainda do seu primeiro mandato.

De lá pra cá, com o correr do tempo, Janja passou a atuar na área de responsabilidade social da gloriosa Itaipu. Foi quando então ela até teve um tempinho para se relacionar com um colega de Itaipu, antes de retomar o namoro firme com Lula. Mas foi paixão. Faíscas de paixão. Paixão é assim, dá e passa. Já o amor... não tem preço.

RODAPÉ - Em caso de consagradas núpcias, Janja nem precisa tomar o nome de Lula: ela já é Rosângela... Silva. Seria uma coisa repetitiva: Rosângela Silva da Silva... O que é demais acaba enjoando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário