19 de mai de 2018


ACIMA DO ESPÍRITO DA LEI:
MELLODRAMA SOLTA UMA DÚZIA DE TRAFICANTES

Marco Aurélio Mellodrama – O Palavroso, está nas nuvens: planando muito acima do espírito da lei.

Em nome do purismo de uma regra que só beneficia bandido e infla os egos desatinados de ministros com poderes sobrenaturais, ele concedeu habeas corpus ao renomado e respeitável traficante, Renes Araújo, preso na Operação Cardume, em 2015.


O canalha está condenado em primeira instância a 197 anos de prisão por tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro, preferência nacional de políticos e bandidos endinheirados.

Ao mandar soltar o malfeitor, Marco Aurélio Mellodrama simplesmente jogou no lixo o saber jurídico, a probidade e a autoridade dos tribunais de primeira instância e segunda instância.

Quer dizer, os tribunais inferiores podem entender muito do assunto e coisa e tal, mas são inferiores e quem manda nessa porcaria de república é o Supremo Tribunal Federal. É por isso mesmo que se chama Supremo e pronto.

Com o gesto grandiloquente do prolixo e prosopopéico Marco Aurélio Mellodrama, já estão na rua prontos para seguir seu chefe, outros 11 integrantes da quadrilha que estavam condenados:

Lindoberto Silva de Castro, Roberto Oliveira de Sousa, Edson Bruno Gonçalves Valentim Nogueira, Paulo Diego da Silva Araújo, Cícero de Brito, José Ivan Carmo de Brito, Leandro Monteiro Barros, George Gustavo da Silva, Marlene Alves da Silva e Adriano Rodrigues dos Santos.

Cada vez fica mais claro que uma democracia que se preze não pode e nem deve suportar uma gaiola das loucas com tamanho poder de destruição social como é o caso desse Supremo Tribunal Foderal.

Já passa da hora de mandar essa pandilha de 11 cortesãos e seu séquito para casa e fechar as portas dessa Magna Corte de tão poderosas afrontas e tantos desatinos jurídicos.

Mas não sem antes mandar alguns deles como réus para serem julgados nos tribunais de primeira e segunda instância.

Nenhum comentário:

Postar um comentário