27 de abr de 2018

MEU MANTRA:
CADÊ A PROVA DA INOCÊNCIA, CADÊ?!?

Cutucado pelo Caso dos Portos, Michel Temer veio com cara de brabo e de indignado à TV para dizer que, imagine!, ele é um perseguido político! Pô, era só o que faltava a gente ter na Prasidência da República um Lula engravatado e com diploma! 

O Brasil está demais. A gente liga a TV e, se assiste ao futebol, é um cheirador da flor de lotus. Então tem que desistir do ópio do povo para assistir a um coxinha todo alinhado, de colarinho branco, detentor do bastão palaciano, cantando seu canto de sereia, derramando suas lágrimas de crocodilo, soprando seu bafoo morfético, louco para dar seu impossível riso de hiena... 

Todos, sem exceção, todos eles se dizem inocentes, até prova em contrário. Todos, sem qualquer horrorosa exceção, se dizem perseguidos políticos. 

Ora bolas, carambolas! Já que todos dizem que são inocentes, então cadê a prova, cadê?!? Se todos dizem que são inocentes, a cada um deles cabe o ônus da prova. Cadê a prova da inocência dessa gente, cadê?!?

E a gente tem que engolir uma figura dessas tão falsa e traiçoeira que não passa de um animal social no zoológico dessa democracia que eles mesmos criaram com a Constituição de 88 pra cá. 

RODAPÉ - Quando esses canalhocratas, assim como Lula agora, não conseguem mais sustentar a sua tese de inocência, limitam-se a dizer com a cara larga de quem deitou e rolou, gozou e botou fora: "Não deu pra resistir, eu caí em tentação". 

Aí, por desaforo privilegiado, acabam no STF e... Troca-se um Temer por um Gilmuar ou coisa pior e bem parecida. Vida que segue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário