21 de mar de 2018

O DECANO OFENDE CÁRMEN LÚCIA E PRISÃO EM 2ª INSTÂNCIA
AINDA PODE ENTRAR EM PAUTA HOJE

O decano-moita, Celso de Mello, diz agora em tom austero e soberbo que "A opinião pública não deveria influenciar pauta do STF". 



Não disse nada, apenas cometeu uma grosseria contra Cármen Lúcia que respeita a decisão do próprio tribunal quanto à possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. 

Não disse nada, porque infeliz será o povo que tenha um poder Judiciário submetido a gritos, violências, intimidações. Esse povo não terá julgadores nem árbitros; terá marionetes executando sentenças finais da maneira mais torpe e parcial que uma nação pode sofrer. 

Foi grosseiro, mellomolente, de perigosa fala mansa com a presidente da mais alta e poderosa Corte de Justiça do País que não pautou matéria já julgada e definida pelo próprio STF a pouco mais de um ano e meio.

Sem dizer nada, Celso de Molle conseguiu ser vazio, inanimado e grosseiro a um só tempo. Fez jus à figura de menestrel que entoa e recita poemas em pleito de eterna gratidão a tudo que representa su padrino, Señor y maestro, o brontossauro  Zé Sarney. 

A periculosidade dos amedrontados ministros diante da pressão de clubes de advogados graciosos, OAB, sindicatos de causídicos, associações de rastilhos jurídicos, está no fato de que se justificam usando a letra fria da Constituição que o próprio STF redesenhou em 2016, quando decidiu pela aplicação da pena ao condenado em segunda instância.

RODAPÉ - Ainda hoje o ministro Marco Aurelio Mellodrama, relator da matéria pode, de maneira inédita, forçar a barra com Cármen Lúcia e colocar o tema 'em mesa', o que levaria a discussão ao plenário. O própio Celso de Mello pode aplicar esse golpe nunca antes cometido. Quer dizer os dois ministro De Mello, ainda hoje podem mellar a supremacia do STF.

Nesse Supremo Tribunal onde quase nada acontece, tudo pode acontecer. Inclusive, nada.

A PAUTA DA INDIGNIDADE


A desesperada luta para livrar Lula da cadeia é que botou em discussão no Supremo, uma matéria que já está definida pelo próprio tribunal desde abril de 2016. O Clube dos Advogados Graciosos de Lula é que está pautando a Magna Corte de Justiça do País. Uma vez pautada a discussão pelo fim da prisão em 2ª instância, a dignidade do Supremo não mais Pertence ao Supremo. Estará morta e sepulvetada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário