18 de jul de 2018

O BOTE
Dias Roffoli mal pode esperar para dar o bote. Quando setembro vier, a cobra criada por Lula tira o seu criador da cadeia. 

STUCKER PASSOU NA JANELA E CAROLINA NÃO VIU

Ricardo Stuckert, eterno fotógrafo de Lula, queria 'entrevistar' o patrão na cadeia. Stuckert passou na janela e Carolina não viu: a juíza Carolina Lebbos não deixou. 

Carolina salvou a cara de Lula que estava sendo comparado por Stuckert com o senador 'dono' da Papuda, Luiz Estevão; com o traficante Marcinho VP e até com Suzane von Richthofen, condenada pela morte dos pais. 

Carolina, sem ter olhos tristes nem guardadores da dor desse mundo disse que "ainda sendo preso provisório, Lula está sujeito às regras do sistema de restrição de liberdade".  

E como em coisas da Lei o sol nasce pra todos, porém para uns que outros só no páteo da prisão, Carolina disse que Lula "não está no pleno gozo dos direitos assegurados aos cidadãos livres". 

A juíza disse ainda que o fato de outros presos terem realizado entrevistas isso não quer dizer "autorização genérica ou precedente".

Carolina então falou que já explicou que não vai dar, seu pranto não vai nada mudar e que a condição de pré-candidato de Lula é auto declarada. Traduzindo do português para o português: a candidatura não está formalizada e não tem condição de modificar as regras.

Carolina cantou ainda que o fato de outros presos terem realizado entrevistas isso não significa "autorização genérica ou precedente". 

Entrementes, nesse interim, isto posto, aqui fora, amor / Uma rosa nasceu / Todo mundo sambou / Uma estrela caiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário